sábado, 15 de agosto de 2015

Sonhos

Postado por ultimatojovem em Altas devocionais   Comente!
Por Jeverton “Magrão” Ledo
Somos nutridos por nossos sonhos. São eles que nos fazem seguir na doce esperança de que nem tudo é fruto de meras ilusões ou devaneios de uma mente criativa.
Hoje, em meu tempo de silêncio e encontro com o meu “eu”, viajei pelo universo dos álbuns de fotografias que mostram fases da minha vida. Me vi de diversas formas: careca, de barba, de bigode, feliz, pensativo, engraçado, cabeludo, jovem e esperançoso.
A viagem me mostrou que o tempo realmente passa e a vida vai ganhando outro significado. Ela se mostra por vezes colorida, por vezes em tons de cinza que tentam encobrir o caminho que precisa ser trilhado para que cheguemos ao destino final.
Quando tive meu primeiro contato com os tons de azul de um mar sem fim, passei a sonhar desejando viver nessa imensidão anil. Sonho infantil de um menino que ainda não tinha consciência daquilo que a vida o havia guardado para um futuro breve? Quais eram seus sonhos? Eles ainda permanecem vivos dentro de você?
O menino cresceu, amadureceu, experimentou o prazer de ver sonhos realizados. Mas e o desejo de morar no azul do mar? Ah, confesso que por vezes fecho meus olhos e deixo me levar para o universo do silêncio das águas profundas.
Mesmo após tantos anos, o menino busca se manter vivo e se permitindo sonhar; sim, percorrer o caminho do desejo sincero, do sonhar que carrega a esperança. Enquanto houver um fio de esperança, um feixe de luz que apenas eu enxergue, continuarei perseverando, com a certeza de que os pensamentos e os caminhos de Deus são mais altos.
Não sei como você se encontra hoje, se está a ponto de desistir, de se entregar às circunstâncias, de deixar ser vencido pela ansiedade, seja qual for o momento que você está vivendo não se entregue. Faça uma viagem ao passado e veja quantas coisas você viveu, experimentou, conquistou e compartilhou. E estando vivo, sonhe, sonhe.
• Jeverton “Magrão” Ledo é missionário e pastor de jovens.