sábado, 21 de novembro de 2015

"O Terrorista Original" — Devocional Diário 21/11/2015 de Max Lucado


As imagens são chocantes: corpos espalhados pelas ruas de Paris, manchas de sangue no chão de restaurantes, uma mulher grávida pendurada pela janela de um segundo andar. Lembranças, mais uma vez, de que vivemos num mundo violento. Cada reportagem faz a mesma pergunta aos peritos em terrorismo: “O que se pode fazer?” “Qual a fonte de tanta maldade?” “Quanto tempo até que vejamos outros ataques” “Será que um dia terá fim?”
Os peritos apontam como fonte da violência um fanático violento. Eles apontam seus dedos a muçulmanos radicalizados. Enquanto as suas respostas têm mérito, estaríamos cometendo um erro se não fôssemos mais adiante. Eis o que a Bíblia diz sobre terrorismo.
“A nossa luta não é contra seres humanos, mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais. Por isso, vistam toda a armadura de Deus, para que possam resistir no dia mau e permanecer inabaláveis, depois de terem feito tudo. Assim, mantenham- se firmes, cingindo- se com o cinto da verdade, vestindo a couraça da justiça e tendo os pés calçados com a prontidão do evangelho da paz. Além disso, usem o escudo da fé, com o qual vocês poderão apagar todas as setas inflamadas do Maligno.” (Efésios 6:12-16 NVI)
A Bíblia apresenta um inimigo da nossa fé, real e presente. O nome dele é Satanás. Alguns o chamam de diabo. Outros Belzebu, outros de Belial, o tentador, o maléfico, o acusador, o príncipe de demônios, o dominador deste mundo, ou o príncipe do poder do ar. Seja qual for o nome que você escolher, ele é o inimigo, e ele é real.
Se eu fosse o diabo, eu colocaria a culpa pelo terrorismo num sistema político falido. Num grupo de pessoas desiludidas. Na Bruxa Maléfica do Oeste. Se eu fosse o diabo, eu gostaria que você se sentisse atacado por uma força indefinida e nebulosa. Afinal, se você não consegue definir seus males, como é que você pode tratá-los? Se eu fosse o diabo, eu manteria meu nome fora de tudo.
Mas, Deus não deixa ele se safar do jeito que ele quer. Deus dá o nome a ele. A palavra Grega para diabo é diabolos, que compartilha sua raiz com o verbo diaballein, que significa “dividir”. O diabo é quem racha e divide, o grande separador. Ele separou Adão e Eva de Deus no jardim e está determinado a fazer a mesma coisa com você. Você pode culpá-lo por toda confusão. Não coloque a culpa na economia fracassada ou num enfurecido homem-bomba. Eles são apenas ferramentas na caixa de ferramentas de Satanás.
Ele não é a figura bonitinha e inofensiva dos desenhos animados. Ele não é a versão obscura e imaginária do coelho da Páscoa. Ele é o invisível, e ao mesmo tempo poderoso anjo decaido chamado Lúcifer, que desejou o lugar alto que só Deus podia ocupar. Ele se rebelou e desobedeceu e quer que a gente faça o mesmo. “O Diabo, o inimigo de vocês, anda ao redor como leão, rugindo e procurando a quem possa devorar.” (1 Pedro 5:8 NVI)
Quer ler a ficha dele?
“Satanás ... incitou a Davi” (1 Crônicas 21:1 ARA)
“Satanás pediu vocês para peneirá- los como trigo.” (Lucas 22:31 NVI)
“Diabo já havia induzido Judas Iscariotes, ... a trair Jesus” (João 13:2 NVI)
“Esta mulher... Satanás mantinha presa por dezoito longos anos” (Lucas 13:16 NVI)
“O deus desta era cegou o entendimento dos descrentes, para que não vejam a luz do evangelho...” (2 Cor 4:4 NVI)
“O príncipe da potestade do ar, do espírito que agora atua nos filhos da desobediência...” (Efésios 2:2 NVI)
Satanás incita, peneira, induz, prende, cega, e domina.
Ele tem um objetivo: “roubar, matar e destruir” (João 10:10). Satanás nunca, jamais falou uma palavra da verdade. Ele mentiu para Eva no jardim. Ele mente para descrentes, cegando suas mentes (2 Cor 4:4). Ele é um mentiroso de primeira categoria. Ele “jamais se firmou na verdade, porque nele não há verdade.” (João 8:44 NVI)
Cada batalha, no final das contas, é uma batalha espiritual. Cada conflito é uma luta com Satanás e suas forças. Paulo nos conclamou a ficarmos firmes “contra as ciladas do diabo”. (Efésios 6:11 NVI) A palavra Grega que ele usa para “ciladas” é methodia, de onde vem a nossa palavra em português “método”. Satanás não é passivo nem justo. Ele é ativo e enganador. Ele tem planos e estratégias. Consequentemente, nós precisamos de uma estratégia também. Por esta razão, “embora andando na carne, não militamos segundo a carne. Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas...” (2 Cor 10:3-4 NVI)
Nosso mundo tem uma necessidade desesperada por Cristãos que vão responder em fé diante do medo destes dias. Se você já disse “sim” a Cristo, você tem a presença de Deus dentro de você. “Maior é aquele que está em vós do que aquele que está no mundo.” (1 João 4:4 NVI)
Ore. Nós não podemos lutar contra Satanás sozinhos. Ele é um leão que ruge, um anjo decaido, um combatente experiente, e um guerreiro equipado. Ele está com raiva – raiva porque ele sabe que seu tempo é curto (Apoc 12:12) e que a vitória de Deus é segura. Ele ressente a bondade de Deus para conosco e nossa adoração a Deus. Ele é um habilidoso, poderoso, e impiedoso adversário que procura nos prejudicar “com fúria pertinaz, com artimanhas tais e astúcias tão cruéis, que iguais não há na Terra.” (Martin Lutero “Castelo Forte”) Mas, há uma notícia maravilhosa para o Cristão: Cristo reina como nosso protetor e provedor. Somos mais que vencedores nele (Rom 8:37).

Arme-se com a Palavra de Deus. Carregue sua pistola com as Escrituras, e mantenha um dedo no gatilho. E lembre-se: “a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes.” (Efésios 6:12)
Estes são dias difíceis e escuros. No entanto, o trono de Cristo ainda está ocupado e a promessa das Escrituras ainda soa verdadeira. “Maior é aquele que está em vós do que aquele que está no mundo.” (1 João 4:4 NVI)
 
Pr. Walder Rickli
Igreja Presbiteriana do Brasil
Missionário
Tijucas - SC
Deus cuida de mim!