quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

METÁFORA : Quem Eu Sou Faz a Diferença


Uma professora de determinado colégio decidiu homenagear cada um dos seus formandos dizendo-lhes da diferença que tinham feito em sua vida de mestra.
Chamou um de cada vez para frente da classe. Começou dizendo a cada um a diferença que tinham feito para ela e para os outros da turma.
Então deu a cada um uma fita azul, gravada com letras douradas que diziam: "Quem Eu Sou Faz a Diferença".
Mais adiante, resolveu propor um Projeto para a turma, para que pudessem ver o impacto que o reconhecimento positivo pode ter sobre uma comunidade.
Deu aos alunos mais três fitas azuis para cada um, com os mesmos dizeres, e os orientou a entregarem as fitas para as pessoas de seu conhecimento que achavam que desempenhavam um papel diferente. Mas que deveriam poder acompanhar os resultados para ver quem homenagearia quem, e informar esses resultados à classe ao fim de uma semana.
Um dos rapazes procurou um executivo iniciante em uma empresa próxima, e o homenageou por tê-lo ajudado a planejar sua carreira. Deu-lhe uma fita azul, pregando-a em sua camisa. Feito isso, deu-lhe as outras duas fitas dizendo:
"Estamos desenvolvendo um projeto de classe sobre reconhecimento, e gostaríamos que você escolhesse alguém para homenagear, entregando-lhe uma fita azul, e mais outra, para que ela, por sua vez, também possa homenagear a uma outra pessoa, e manter este processo vivo. Mas depois, por favor, me conte o que perceber ter acontecido."
Mais tarde, naquele dia, o executivo iniciante procurou seu chefe, que era conhecido, por sinal, como uma pessoa de difícil trato. Fez seu chefe sentar, disse-lhe que o admirava muito por ser um gênio criativo. O chefe pareceu ficar muito surpreso. O executivo subalterno perguntou a ele se aceitaria uma fita azul e se lhe permitiria colocá-la nele.
O chefe surpreso disse: "É claro." Afixando a fita no bolso da lapela, bem acima do coração, o executivo deu-lhe mais uma fita azul igual e pediu: "Leve esta outra fita e passe-a a alguém que você também admira muito." E explicou sobre o projeto de classe do menino que havia dado a fita a ele próprio.
No final do dia, quando o chefe chegou a sua casa, chamou seu filho de 14 anos e o fez sentar-se diante dele. E disse:
"A coisa mais incrível me aconteceu hoje. Eu estava na minha sala e um dos executivos subalternos veio e me deu uma fita azul pelo meu gênio criativo. Imagine só! Ele acha que sou um gênio! Então me colocou esta fita que diz que "Quem Eu Sou Faz a Diferença". Deu-me uma fita a mais pedindo que eu escolhesse alguma outra pessoa que eu achasse merecedora de igual reconhecimento." Quando vinha para casa, enquanto dirigia, fiquei pensando em quem eu escolheria e pensei em você...
Gostaria de homenageá-lo. "Meus dias são muito caóticos e quando chego em casa, não dou muita atenção a você. As vezes grito com você por não conseguir notas melhores na escola, e por seu quarto estar sempre uma bagunça. Mas por alguma razão, hoje, agora, me deu vontade de tê-lo à minha frente. Simplesmente, sabe, para dizer a você, que você faz uma grande diferença para mim. Além de sua mãe, você é a pessoa mais importante da minha vida. Você é um grande garoto filho, e eu te amo!"
O menino, pego de surpresa, desandou a chorar convulsivamente sem parar. Ele olhou seu pai e falou entre lágrimas:
"Pai, poucas horas atrás eu estava no meu quarto e escrevi uma carta de despedida endereçada a você e à mamãe, explicando porque havia decidido suicidar e lhes pedindo perdão". Pretendia me matar enquanto vocês dormiam. Achei que vocês não se importavam comigo. "A carta está lá em cima, mas acho que afinal, não vou precisar dela mesmo." Seu pai foi lá em cima e encontrou uma carta cheia de angústia e de dor.
O homem foi para o trabalho no dia seguinte completamente mudado. Ele não era mais ranzinza e fez questão de que cada um dos seus subordinados soubesse a diferença que cada um fazia. O executivo que deu origem a isso ajudou muitos outros a planejarem suas carreiras e nunca esqueceu de lhes dizer que cada um havia feito uma diferença em sua vida... Sendo um deles o filho do próprio chefe.
A consequência desse projeto é que cada um dos alunos que participou dele aprendeu uma grande lição. De que "Quem Você É Faz sim, uma Grande Diferença".
Você não precisa passar isso adiante para ninguém... Nem para duas nem para duzentas pessoas. Continue a sua vida como você acha que está bom para você.


Por outro lado, se quiser, pode enviar para aquelas pessoas que significaram ou significam algo para você, sejam quantas forem.

Metáfora : A PROCURA DA FELICIDADE

Um infeliz homem que, amargurado por não encontrar a felicidade, fechou a pobre casa, e foi mundo afora, à procura deste estado intimo do espírito. Percorreu todos os caminhos, todas as nações, todos os povos, sem descansar, até encontrar o lugar que acharia para ser feliz. Onde chegava, reunia ele um pequeno grupo ao qual explicava os planos que tinha para ser feliz...
Afirmava que seus seguidores seriam felizes na posse de regiões gigantescas, onde haveria montes de ouro... Mas o povo lamentava e ninguém o seguia... No dia seguinte, recomeçava a caminhada.
Assim, foi percorrendo cidades e cidades, de país em país, anos a fio... Um dia percebeu que estava ficando velho, seus cabelos brancos, suas mãos enrijecidas e cansado de tanto procurar essa tal felicidade...
Foi quando parou em frente a uma casa antiga, janelas de vidro quebradas, o mato cobrindo o canteiro do jardim, poeira invadindo todos os cantos dela, e ninhos de passarinhos construídos pelos pardais. PENSOU E TOMOU UMA DECISÃO: Vou tratar de ser feliz aqui. Arrumaria o telhado, colocaria novas janelas e vidros novos, cuidaria do jardim, pintaria as paredes...e cantaria a canção da felicidade.
Foi quando parou e ficou imóvel, qual estátua de pedra: AQUELA CASA ERA A PRÓPRIA RESIDÊNCIA QUE ELE ABANDONARA HÁ TANTOS ANOS, À PROCURA DA FELICIDADE...

Metáfora : Julgamento Apressado

Uma garota segurava em suas mãos duas maçãs. Sua mãe entrou e lhe pediu com uma voz doce e um belo sorriso:
- Querida, você poderia dar uma de suas maçãs para mamãe?
A menina levanta os olhos para sua mãe durante alguns segundos, e morde subitamente uma das maçãs e logo em seguida a outra.
A mãe sente seu rosto se esfriar e perde o sorriso. Ela tenta não mostrar sua decepção quando sua filha lhe dá uma de suas maçãs mordidas. A pequena olha sua mãe com um sorriso de anjo e diz:
- A mais doce é essa!
Pouco importa quem você é, que você tenha experiência, seja competente ou sábio. Espere para fazer seu ‪‎julgamento. Dê aos outros o privilégio de poder se explicar. Mesmo que a ação pareça errada, o motivo pode ser bom.

Pense nisso!

METÁFORA : O QUE MANTÉM UM CASAL



Um famoso professor se encontrou com um grupo de jovens que falavam contra o casamento. Os rapazes argumentavam que o que mantém um casal é o romantismo e que é preferível acabar com a relação quando este se apaga, em vez, de se submeter à triste monotonia do casamento.
O mestre disse que lhes respeitava a opinião, mas lhe contou o seguinte:
Meus pais viveram 55 anos de casados. Uma manhã, minha mãe descia as escadas para preparar o desjejum para meu pai, quando sofreu um infarto e caiu. Meu pai correu até ela, levantou-a como pôde e, quase se arrastando, levou-a até a caminhonete. Sem respeitar o trânsito, dirigiu a toda velocidade até o hospital. Quando chegou, infelizmente, ela já havia falecido.
Durante o enterro, meu pai não falou, ficava olhando para o nada. Quase não chorou.
Meus irmãos e eu nos reunimos com ele. No ambiente de dor e nostalgia, recordamos momentos engraçados. De repente, ele pediu: "Levem-me ao cemitério."
"Mas pai, respondemos, são onze da noite! Não podemos ir ao cemitério agora!"
Aí, ele ergueu a voz e com o olhar vidrado disse: "Por favor, não discutam com um homem que acaba de perder aquela que foi sua esposa por 55 anos."
Houve um momento de respeitoso silêncio. Não discutimos mais. Fomos ao cemitério, pedimos permissão ao zelador, com uma lanterna encontramos a lápide. Meu pai a acariciou, chorou e disse aos filhos, comovidos:
"Foram 55 bons anos, sabem? Ninguém pode falar do amor verdadeiro se não se tem ideia do que é compartilhar a vida com uma mulher assim. - Fez uma pausa e enxugou as lágrimas. - Ela e eu estivemos juntos naquela crise... Mudei de emprego, recompramos toda a mobília quando vendemos a casa e mudamos de cidade. Compartilhamos a alegria de ver nossos filhos terminarem suas carreiras, choramos um ao lado do outro quando entes queridos partiram, oramos juntos na sala de espera de alguns hospitais, nos apoiamos na hora da dor, nos abraçamos em cada Natal, e perdoamos nossos erros... Filhos, agora ela se foi e estou contente, sabem por quê? Porque ela se foi antes de mim, não teve que viver a agonia e a dor de me enterrar, de ficar só, depois da minha partida. Serei eu quem vai passar por isso, e agradeço a Deus por isso. Eu a amo tanto que não gostaria que sofresse assim...
Quando meu pai terminou de falar, meus irmãos e eu estávamos com os rostos cobertos de lágrimas. Nós o abraçamos e agora ele nos consolava: "Está tudo bem, meus filhos, podemos ir para casa, este foi um bom dia."
Naquela noite, entendi o que é o verdadeiro amor. Bastante além do romantismo, sem muito a ver com erotismo, mas bem se vincula ao trabalho e ao cuidado a que se professam duas pessoas realmente comprometidas uma com a outra.
Quando o mestre terminou de falar, os jovens universitários não puderam argumentar. Esse tipo de amor era algo que não conheciam.

Para nossa REFLEXÃO


terça-feira, 29 de dezembro de 2015

MEDITAÇÃO:


                                                                   MEDITAÇÃO:

Eu não sabia
Disse Jesus – “Eu sou o caminho, a verdade e a vida.” – João 14:6
“Eu não sabia” é uma frase que ouvimos muito nos dias atuais. É usada por crianças, por adultos e até por políticos. Nós ouvimos essa frase em muitos lugares, em casa, na escola, na rua, nas grandes empresas e às vezes até na igreja.
“Eu não sabia” parece uma frase mágica, dá a impressão que, quando você a usa, fica livre de toda culpa e responsabilidade.
“Eu não sabia” é uma expressão que funciona apenas neste “mundo”, entre os seres “humanos”. Diante de Deus ninguém conseguirá escapar dizendo apenas “Eu não sabia”, mas por quê?
Porque nós temos a palavra de Deus, a Bíblia Sagrada, e ela nos apresenta todas as regras para conhecermos o grande amor de Deus, enviando Jesus a esse mundo, para por meio de sua morte e ressurreição, nós sejamos perdoados de todos os nossos pecados (pecar é desobedecer a Deus). Creia no Deus que enviou Jesus para salvar você. Entregue sua vida a Ele. Reconheça que Jesus é o único e suficiente Salvador.
“Cada um de nós dará contas de si mesmo diante de Deus.” – Romanos 14:12
Após ler esta mensagem, você já tem informação suficiente para no dia do “Juízo Final” não precisar dizer “Eu não sabia”
“E não há criatura alguma encoberta diante dele; antes todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos daquele com quem temos de tratar.” – Hebreus 4:13
“Antes, porque isto vos tenho dito, o vosso coração se encheu de tristeza.” –João 16:6
“Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem.” –1ª Timóteo 2:5
“Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao Senhor, escolhei hoje a quem sirvais; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor.” –Josué 24:15
-ESCOLHA JESUS-

Escrito por : Irena Brock Pinto

ESPOSA SURDA

As vezes pessoas se acham no direito de subestimar os outros......







BOLETIM INFORMATIVO - ANO 77 - Nº 24 - 20 de Dezembro de 2015






BOLETIM INFORMATIVO - ANO 77 - Nº 23 - 06 de Dezembro de 2015








BOLETIM INFORMATIVO DA SAF - ANO 62 Nº 11 Dezembro de 2015