segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

O CEDRO E O CARDO




“Então, Amazias enviou mensageiros a Jeoás, filho de Jeoacaz, filho de Jeú, rei de Israel, dizendo: Vem, meçamos armas. Porém Jeoás, rei de Israel, respondeu a Amazias, rei de Judá: O cardo que está no Líbano mandou dizer ao cedro que lá está: Dá tua filha por mulher a meu filho; mas os animais do campo, que estavam no Líbano, passaram e pisaram o cardo. Na verdade, feriste os edomitas, e o teu coração se ensoberbeceu; gloria-te disso e fica em casa; por que provocarias o mal para caíres tu, e Judá, contigo? Mas Amazias não quis atendê-lo. Subiu, então, Jeoás, rei de Israel, e Amazias, rei de Judá, e mediram armas em Bete-Semes, que está em Judá. Judá foi derrotado diante de Israel, e fugiu cada um para sua casa. Jeoás, rei de Israel, prendeu Amazias, rei de Judá, filho de Joás, filho de Acazias, em Bete-Semes; e veio a Jerusalém, cujo muro ele rompeu desde a Porta de Efraim até à Porta da Esquina, quatrocentos côvados. Tomou todo o ouro, e a prata, e todos os utensílios que se acharam na Casa do SENHOR e nos tesouros da casa do rei, como também reféns; e voltou para Samaria."

2 Reis 14.8-14


Amazias estava se achando... Começou a reinar em Jerusalém com 25 anos. Logo deu ordens para que matassem os assassinos do seu pai Joás. Ele feriu dez mil edomitas no vale do Sal, mudou nome de cidades e tudo mais.

Então voltou os olhos para seus irmãos israelitas, quando Jeoás era rei e o desafiou. “Vamos medir as nossas armas” disse ele. Apesar de Jeoás, rei de Israel, não ter feito o que era reto perante os olhos do Senhor e, espiritualmente, não ser como Amazias, rei de Judá, Jeoás se mostrou mais sábio. Ao receber o recado desafiador e ameaçador de Amazias, Jeoás mandou um recado em forma de parábola. Comparou o Cardo e o Cedro do Líbano. Jeoás comparou Amazias ao Cardo, uma planta comum naquela

região, que cresce nos locais rochosos, sobretudo em terrenos barrentos. O cardo é uma planta pequena e frágil com uma flor delicada apoiada no caule oscilante. Segundo a parábola de Jeoás, o cardo queria casar-se com a filha do cedro do Líbano. Veja que disparidade! Um cardo casar-se com a filha do Cedro? O cedro do Líbano é uma árvore majestosa, cuja madeira homogênea e aromática é utilizada em grandes construções, naquela época sua casca tinha uso e fins medicinais. Os animais então passaram e pisaram o cardo, destruindo-o com extrema facilidade. Com tal parábola, Jeoás deixou claro para Amazias que o seu coração estava envaidecido por ter derrotado os dez mil edomitas. O conselho irônico de Jeoás a Amazias foi: curta sua vitória em casa. Mas, não adiantou. Amazias não atendeu às palavras de Jeoás. Mediram, pois, as armas em Betes-Semes. O resultado foi ruim para Judá. Amazias foi derrotado, o “cardo” foi pisado. Amazias foi preso e seu tesouro foi levado como despojo para Samaria.

Um coração soberbo sempre traz resultados terríveis. O ensoberbecimento surge devido à má interpretação dos fatos. As conquistas alcançadas, a beleza exibida, o perfume exalado, o elogio recebido podem ser armadilhas se não forem interpretados corretamente. Amazias era jovem, forte e poderoso. Vingou o sangue de seu pai, derrotou dez mil edomitas e, então, pensou: eu sou o cara. O Senhor Jesus falou sobre a virtude de depender totalmente de Deus, de não se pensar de si mesmo, mais do que convém.


Ele disse: “Bem-aventurado o pobre de espírito, porque dele é o reino de Deus” (Mateus 5). Ser pobre de espírito não é ser ignorante ou andar maltrapilho. Ser pobre de espírito é ser totalmente dependente de Deus. O coração constrangido e contrito, Deus não despreza, mas, o soberbo se mantém longe de Deus. Somos cardos, necessitados da proteção de Deus.

Rev. Ricardo Mota 27 Feb, 2016
dados extraido :www.ipb.org.br/informativo/o-cedro-e-o-cardo