domingo, 27 de março de 2016

Hoje o mundo cristão celebra o Domingo de Páscoa



Hoje o mundo cristão celebra o Domingo de Páscoa, isso, devido à herança judaica da qual recebemos a porção sagrada das escrituras, o velho Testamento.
A Páscoa, se fosse observada de maneira correta como ensinada na Antiga Aliança, teria a ver apenas com o povo judeu. O qual teve razões fortíssimas e indiscutível para celebrá-la visto que representa sua libertação da escravidão da terra do Egito, quando Israel foi levado por Moisés à terra Prometida por Deus Jeová.
Tal Páscoa, ainda que celebrada pela cristandade, nada tem haver com os verdadeiros cristãos. è um fermento velho. Ele é o cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo" (Jo 1.29).
A tradução da Páscoa é: "Passar por cima".

O Senhor Jesus Cristo, celebrou-a pela ultima vez ao instituir a ceia do Senhor, conforme Mateus 26.26-28, e claramente explicada pelo apóstolo Paulo em 1° Co 1.11, João Batista que era filho de sacerdote e precursor de Messias, conhecedos de todo costume e tradição judaica, inspirado pelo Espírito Santo contou para Jesus Cristo às margens do rio Jordão e disse à multidão: "

Por que passar por cima?

Porque na páscoa do judeus, o sangue aspergido sobre as postas teve como objetivo cobrir o pecado, quando o anjo de Deus passou por cima de suas casas. Todavia, o sangue dos cordeiros sacrificados naquele dia apontavam para uma libertação maior, quando Deus daria o seu Filho Unigênito pelos nossos pecados, e esse cordeiro não cobre o pecado, e Ele faz muito mais que isso. E Ele tira o pecado do mundo!


Como ele faz isso?

Pela sua morte na cruz do calvário e sua ressurreição dentre os mortos, visto que "se Cristo não houvesse ressuscitado seria vã a nossa fé e ainda permaneceríamos nos nossos pecados" (1° Co 15.17).
Portanto, por uma questão de coerência e de discernimento espiritual sobre qual é nossa verdadeira identidade. Prefiro a expressão: 'feliz dia da Ressurreição!'
Ou, algo semelhante a: "Cristo vive! Ele ressuscitou, Aleluia!"

Essa libertação nós conhecemos e, é maior doque a do julgo do Egito que se resume exclusivamente ao povo judeu. "Alimpai-vos, pois, do fermento velho, para que sejais uma nova massa, assim como estais sem fermento. Porque Cristo, a nossa páscoa, foi sacrificado por nós." (1° Co 5.7)

Texto: Extraído - Pastor Jackson Roberto Rondini




Historia da Páscoa contada por Criança
video


Fotos da Celebração do Culto de Páscoa na IPB de Itapema




















Coral da IPB de Itapema
video



Coral Infantil da IPB Itapema